São Marcos - RS - Prefeitura Municipal

 

Secretaria do Meio Ambiente é modelo no descarte do lixo para a região

07/10/2015

No dia 02 de outubro, a Fepam (Fundação Estadual de Proteção Ambiental) expediu a licença de operação (LO) da estação de transbordo e central de triagem (RSU). Antes da expedição da licença, ambas estavam operando com autorização geral expedida no ano de 2014 e hoje estão em funcionamento nas normas ambientais. A estação de transbordo e a central de triagem são exemplos de organização e manutenção para outros municípios da região. O aterro sanitário está desativado desde setembro de 2014 e a partir desta data os resíduos da cidade são transportados para um aterro em Minas do Leão. O aterro está em fase de remediação de área degradada por disposição de resíduos de RSU sem uso. A prefeitura investe na coleta e transporte deste lixo, cerca de 50 mil reais mensais. Essa medida atende às exigências legais dispostas para o controle do lixo e restaura área que já estava contaminada. De acordo com o responsável pela Secretaria, Nelson Nascimento, ‘’ Melhorou muito no impacto ambiental. Tendo em vista que hoje os resíduos são coletados e armazenados diretamente em container que fica junto à estação de transbordo sem o contato com o meio ambiente’’. Todos os são-marquenses podem e devem contribuir com a diminuição do lixo produzido em suas residências. Basta separar o lixo seco do orgânico. Foto: Divulgação | Prefeitura Municipal


Voltar Voltar
zgraf.net