São Marcos - RS - Prefeitura Municipal

 

Larvas de Aedes Aegypti foram encontradas em São Marcos

24/02/2016

Diante da atual situação em nosso país, no que se refere ao mosquito Aedes aegypti e as doenças que ele transmite, Dengue, Chikungunya e Zika Vírus, a Vigilância em Saúde uniu forças com Agentes Comunitárias de Saúde(EACS) e voluntários de entidades envolvidas. Iniciaram o ano trabalhando, com o objetivo de bloquear o desenvolvimento de focos, larvas e mosquitos da espécie. Armadilhas, pontos estratégicos, levantamento de índice, reconhecimento geográfico e verificação de locais denunciados, são algumas das atividades rotineiras realizadas pela equipe de Vigilância Ambiental, onde são coletadas amostras de larvas quando encontradas. As mesmas são enviadas ao laboratório LACEN, em Porto Alegre para análise de suas espécies. Em nosso município temos 33 armadilhas instaladas em locais estratégicos. Essas são pneus com água no interior, pendurados a uma altura média de um metro do chão, visando encontrar amostras de larvas para descobrir que tipo de mosquito circula em São Marcos. Semanalmente são feitas visitas aos locais onde estão instaladas, mantendo-as eficazes para capturar as possíveis larvas. No oitavo dia do mês de fevereiro, na realização das atividades relacionadas às armadilhas, no bairro Henrique Pante, foram encontradas seis larvas, analisadas como Aedes Aegypti. A partir da data de descoberta da presença desta espécie em nosso município, o trabalho vem sendo intensificado através da procura de possíveis criadouros em um raio de 300 metros ao redor da armadilha. Uma equipe da 5°CRS veio a São Marcos com o intuito de passar orientações a equipe de Vigilância, que repassará as mesmas para as equipes que estão trabalhando no combate ao Aedes. Ações preventivas vêem sendo realizadas, em forma de “arrastão”, passando de casa em casa, terrenos baldios e comércios, orientando a retirar tudo o que possa acumular água, também está sendo entregue folders que abordam o assunto das doenças e seus sintomas, forma de transmissão e formas de combater o Aedes Aegypti. A equipe de Vigilância em Saúde salienta a importância das pessoas auxiliarem no propósito de não deixar nada que acumule água parada, dentro ou fora das casas. Lembramos que a equipe de Vigilância em Saúde está uniformizada com colete verde com logo do município e crachá.


Voltar Voltar
zgraf.net